Quando o amor vai desenhar o silêncio

Estes versos procuram-te trazer às memórias
do amor que nós escrevemos no tempo.

Ainda escuto o som de teu coração. Ele sonha
com as palavras trazidas ontem pelo vento.

Mas tua alma não quer antigas palavras, poemas
esquecidos nos velhos aromas do silêncio.

Os pássaros cantam letras nascidas na chuva.
Hoje sentem o que o amor está nos dizendo.

Novas melodías, novos versos desenhados
para nossos olhos, para nossas almas.
São as flores do futuro, os novos versos

onde o amor escreve hoje as palavras
faladas com fogo pelos olhos.
Sonhadas vivamente pela alma.

As novas palavras são as folhas
para esquecer as areias do tempo.
Fazendo uma inédita história.
Para deixar ao amor chovendo,

olhando a lua e suas memórias…
Quando o amor vai desenhar o silêncio.

E os olhos amarão as estrelas
nascidas depois de nossos beijos…

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s