Um poema na soledade

As noites sem teu amor
foram as mais tristes.

Elas não tinham lua.
As estrelas não deixavam

novas cores no ar.
Teus olhos, tuas palavras,

teus beijos, teu coração
estavam na minha alma

mas longe do meu corpo.
Uma viagem separava

os nossos olhos, criando
poemas sem palavras,

canções sem música,
nuvens sem água.

Só uma frase ficou
cheia de esperança:

“Te amo além do tempo
e além da distância,

onde os aviões não chegam
e as flores sempre cantam”

2 comentarios sobre “Um poema na soledade

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s