Oda a la palabra

Con alma y con sonido, inmortal, tus letras trascienden la existencia de los hombres. Cincelada en las veredas y los pasos en el tiempo, te atesoras como cantos cosechados por los héroes del pasado y del mañana. Respiras con cadencia la intensidad del corazón humano, y procuras encontrar las profundidades de aquello que es divino. … Sigue leyendo Oda a la palabra

Falar-nos hoje

Falar-nos hoje, é um novo poema. Ontem, um sonho foi, quando os caminhos da vida não tinham se cruzado. Tu eras o poema desenhado pela lua e a su canção, a esperança escrita nas luzes da noite, testemunhas das perguntas feitas ao céu: São elas o jardim onde escrevi as visões da paisagem imaginária nascida … Sigue leyendo Falar-nos hoje